29/04/2014

The Coronation (nova história) - Capítulo 1: Irmãs gêmeas são mais legais

EU FUI NA THE NEON LIGHTS TOUR PORRA


Oi E-E
Alguém tava com saudades de mim? Que pena que não estavam, porque eu voltei pra encher o saco de vocês.

Enfim, direto ao ponto: como vocês leram no título do post, eu farei uma nova história porque eu só presto pra isso mesmo. Dessa vez, eu tive preguiça de fazer uma sinopse que preste e explicar sobre a fic fiz uma ficha meio auto explicativa da fic que eu estou adotando um novo modo de apresentar as fics, tanto no blog quanto na minha página de Oc's. Confiram:
Nome: The Coronation
Bloco: Crônicas de Sangue,
Temporada: Mudanças Acontecem
Volume: 4 (final)
POV utilizado: Natalie's POV
Isso só explicou o POV da fic, o nome dela e que é a continuação da Heart Of Power, o que todos já sabiam.
Enfim, como diz o próprio título (The Coronation significa "A Coroação" em português), essa fic vai tratar o que eu devia ter falado na última fic da coroação da Naty que dessa vez vai acontecer ou não.
Tá, chega de blá blá blá. Já sabem onde clicar.



Abri meus olhos e olhei em volta. Eu estava em um lugar escuro, com cheiro de sangue e poeira, que me parecia estranhamente familiar. Minhas roupas eram nada mais, nada menos que um vestido preto e longo, com mangas compridas e capuz preto: a vestimenta que simbolizava o luto para meu povo. Luto de quem? Eu não sabia.
Repentinamente, meus pensamentos foram interrompidos por um barulho estranho: o choro agonizado de uma criança. Eu não podia ver para onde estava indo, mas me guiei pelo barulho, correndo até o local do choro. Olhei para baixo: uma garotinha esquelética, pálida, sangrenta, com horríveis cicatrizes pelo corpo, uma roupa curta, feia e rasgada, cabelos mal cortados e lágrimas nos olhos. Eu já tinha uma mísera hipótese de quem era ela, e torcia para que estivesse errada. A garotinha estava agonizada, chorando – tanto de dor quanto de tristeza. Olhei em seus olhos. Pareciam de alguém muito mais velha que ela, que já tivesse sofrido muito.
- P-por favor, não me m-machuque – ela murmurou, com medo. Entendi o recado: ela pensava que eu iria bater nela.
- Quem é você? – eu perguntei, tentando ser o máximo gentil o possível com ela.
- Eu sou você – a garotinha me respondeu.
Minhas hipóteses estavam comprovadas: aquela era Natalie Bloom, durante sua agoniante infância. Olhei para o teto e para os lados, e finalmente reconheci o local: o porão em que meus irmãos mais velhos me trancafiaram por seis séculos. Olhei em seus olhos e reconheci a dor neles: ela não sabia porque estava sendo tão mal tratada, mas era estava. Ela tinha sorte quanto suas agressões diárias eram basicamente chutes, cortes, socos e puxões de cabelo.
- Isso dói – murmurou ela, com as lágrimas voltando.
- Aguente firme. Vai valer a pena.
- Eu quero fugir.
- Espere o dia certo. Você saberá qual é.
Nossa conversa foi interrompida. Alguém abriu a porta do outro lado do sótão. Reconheci meu nada querido irmão mais velho, Jake. Os mesmos cabelos compridos, o mesmo sorriso cruelmente sarcástico, a mesma expressão de superioridade, os mesmos músculos, o mesmo ar de panaca, os mesmos olhos frios e as mesmas mãos que me violentavam. A única coisa que tinha mudado eram que suas roupas pareciam mais antiquadas que as da última vez em que eu vi ele. Engoli em seco. Meu irmão mais cruel, mais desumano, mais horrível. A pequena eu ao meu lado se encolheu. Jake passou reto por mim, porque não me via. Se tivesse me visto, ele teria me batido.
- Pirralha idiota – ele puxou um chicote de seu cinto e bateu na garotinha. Ela se encolheu, e pelo barulho de correntes, eu percebi que ela estava acorrentada à parede. Ouvi o barulho do chicote se chocando contra a pele das costas dela de novo. E mais 13 vezes.
Em seguida, as imagens foram mudando rapidamente: meus irmãos se alteravam entre Jake, Elizabeth, Michelle e Allison, e algumas vezes minha mãe, me espancando. Minha idade foi subindo de vagar, porém minhas condições de vida estavam piorando. Um século passou-se em minha frente numa questão de minutos. No final daquele primeiro século de horrores, a imagem foi ficando mais lenta, até parar numa cena específica: meus quatro irmãos mais velhos e minha mãe traziam Maddie, minha irmã gêmea, para a minha frente. Nós duas estávamos na idade dos 800 e poucos anos, quando os Bloom são treinados para matar. Ela me olhou e tapou um grito com a boca ao me ver. Abaixei a cabeça para ela, e ouvi uma voz rouca e sádica:
- Madeleine, agora você deve bater nela para provar que é superior a todos os inferiores! – exclamou minha irmã, Allison.
Porém, Maddie não se moveu. Ela simplesmente ficou me encarando. Então, eu vi algo em seus olhos que eu não via a quase um século em lugar algum: pena de mim.
- Não. Eu não vou bater nela. Trancafiar pessoas e tortura-las é covardia. Bater em alguém mais fraco que você por puro prazer é covardia. Eu me recuso – minha irmã gêmea disse.
- Você tem certeza? – perguntou minha mãe.
- Tenho.
Meus irmãos mais velhos se entreolharam. Eles não tinham se preparado para aquela hipótese; achavam que Maddie era uma pessoa horrível como eles. Por fim, Jake deu de ombros:
- Eu dou um jeito nela – ele disse.
Então, meu nada querido irmão agarrou Maddie pelos braços, levantou ela, tapou sua boca para conter seus gritos agudos e desceu a escada que levava ao andar inferior. Eu já sabia o que a esperava: Jake espancaria ela.
- Não! – exclamei eu – Me espanquem o quanto quiserem, mas não a machuquem!
- Garota tola, nós já iríamos te espancar. Não se preocupe, ela não vai sofrer nada comparado com o que você vai – minha irmã primogênita, Elizabeth, dispensou as outras duas e minha mãe com um estalo de dedos, e começou a me bater.
Então, as cenas voltaram a ir rápido. As visões variavam de socos até modos de tortura mais complexos (caso você seja um louco por sangue e queira saber, estes eram: cama da morte, roda de esfaqueamento, pêndulo, potro, cama do tigre, esfola, choques elétricos, poços de cobras, burro espanhol, fazer um corte profundo na minha pele e enfiar o dedo dentro de lá, a gaiola d’água e algumas coisas mais macabras).
Repentinamente, uma cena me chamou a atenção: Jake me violentava de um modo que ele nunca tinha feito antes e não chegou a fazer novamente. Eu acho que você deduziu qual é. O fato é que depois disso, eles passaram a me torturar mais. E eu entrei numa profunda depressão, parei de me importar com a minha vida. Eu queria morrer. Algum tempo depois, eu tentei me enforcar. Porém, Jake flagrou-me no ato e parou tudo, dizendo que “Se fosse para eu morrer, seria lenta e dolorosamente, pelas mãos dele”. Eu continuei em depressão até um tempo depois, certa de que aquilo não acabaria nunca. A última imagem foi de eu fugindo do palácio quando tinha exatos 1300 anos *Nota da autora: nessa idade, os vampiros Bloom podem morar sozinhos. Em breve, teremos uma One Shoot sobre isso*.
Assim que as imagens pararam, eu me senti tonta. Quando olhei, estava acorrentada por meus pulsos, pernas e pescoço à parede atrás de mim. Jake, o Jake atual, estava parado na minha frente. Ele deu um sorriso maléfico, me imobilizou e começou a me violentar daquele mesmo modo em que apareceu na imagem. Eu gritei e chorei, mas ele apenas cobriu minha boca com suas mãos. Logo percebi: minhas roupas pretas eram em luto à garotinha que eu tinha visto nas imagens. Então, senti mãos em meus braços me chacoalhando. Eram suaves demais para pertencerem à Jake. Eram de Maddie. Pareciam reais de mais. Repentinamente, tudo tremeluziu.
Acordei em minha cama e olhei em volta; haviam duas mãos geladas me segurando, eu estava em posição fetal, com as mãos na frente de meu corpo, tremendo e chorando. Havia uma máscara de oxigênio – que graças a uma certa ninfomaníaca assassina, eu tinha que usar ao dormir porque meus pulmões não estavam totalmente recuperados – em minha cabeça, e um gesso em meu braço esquerdo – que estava demorando mais para se recuperar que o resto de meus ossos porque aquele estava literalmente moído. Durante os três últimos meses, isso não tinha sido incomum.
Olhei para o lado, e vi Maddie, apavorada, me segurando, meio que me abraçando. Eu chorava incontrolavelmente e tremia. Passamos uns cinco minutos, em que Maddie subiu na minha cama, retirou a máscara de oxigênio de meu rosto e me abraçou. Assim que eu parei de chorar feito uma criancinha e recuperei o fôlego, Maddie me perguntou:
- O que houve?
- Eu tive um pesadelo.
- Sobre...?
- Algumas coisas...
- Deixe-me ligar as peças... você estava gritando o nome de Jake enquanto dormia, na posição que as pessoas fazem para se protegerem de violência s... – Ela não chegou a completar a frase.
Então, o queixo de minha irmã caiu. Balancei a cabeça levemente, de cima pra baixo, e voltei a chorar.
- Ele realmente...?
- S-Sim.
- Sabe do que você precisa? – Maddie me perguntou, com um olhar travesso nos olhos. Quando ela fazia aquela cara, eu sabia que não faríamos nada que fosse prestar – Vingança.
- C-Como?
- Do modo mais doloroso o possível – ela riu. Seu coração batia por justiça, e quando alguém não a fazia, Maddie resolvia faze-la – Agora, volte a dormir. Tente não ter pesadelos. Lembre-se que a sua coroação será daqui a cinco dias.
Assim que minha irmã saiu do quarto, eu refleti como era bom tê-la. Eu estava cansada demais para pensar em qualquer coisa, e não consegui dormir, então liguei a televisão e fiquei assistindo um desses programas onde eles tem modelos que brigam entre si para vivarem a garota propaganda de alguma marca famosa, até que eu literalmente dormi de tédio.
____________________________________________________________
Alguma opinião? Eu sei que tá fraco e pequeno, é só o começo.
-Lala

Comente com o Facebook:

14 comentários:

  1. ''EU FUI NA THE NEON LIGHTS TOUR PORRA''
    VLW POR ESFREGA NA KRA E-E
    ai mds
    ESSA HISTÓRIA VAI SER MUITO FODA
    TÔ LOUCA PROS PRÓXIMOS CAPÍTULOS <3333333333333333333333 (tu sabe porquê <3)
    #MORREJAKE
    #ANATYNÃOMERECESERESTUPRADA

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. DND E0E
      VAI MSM
      O JAKE JÁ SE FERRA NO PRÓXIMO CAPÍTULO <3333333333333333333333
      #MORREJAKE
      #ANATYNÃOMERECESERESTUPRADA

      Excluir
  2. É ONESHOT NÃO ONESHOOT GENTALHA
    Tô in love argh
    ARGHHHHHHH
    SIMBORA XEMT
    teamo sempre nah

    ResponderExcluir
  3. AIN AMOR DE IRMÃO <3 queria ter isso, sério.
    É volume final? Tá de zuera? Mds...
    Pelo primeiro capítulo dá pra ver que THE REVENGE HAS BEEN PLANTED \O/
    Adorei, mossa <3 não dá pra pensar em mais elogios.
    Sdds comentar algo loko

    #MORREJAKE, VAMO SUBIR GLR \OOO/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tds queriam E-E
      Volume final deçe bloco, terá um próximo, é q eu dividi entre blocos, eçe é tipo o final da Mudanças Acontecem, e a paçagem pro proximu E-E
      \O/
      <3333333333333
      Mar tu comento algo loko E-E
      #MORREJAKE

      Excluir
  4. Isso,joga na cara que foi no show da sua "ídala" ;-; Só porque a Avril veia pra cá e eu não vou em nenhum dos shows ;-;
    Enfim,muito diwo esse capítulo :3
    Bem,censurado esse cap,né? -q

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jogo u-u
      :3
      Censurei o máximo que pude, n reclama

      Excluir
  5. Maddie e Naty são gêmeas? Eu ia morrer sem saber disso 'o'~eu nunca sei de nada nessa coisa~
    Poha, eu achei que o Jake ia estuprar ela também! Cheguei suar frio aqui, mas me aliviei um pouco em saber que era só espancamento (Certo, "só" não é a palavra mais correta, até porque espancamento dói pra caralho, já que o nome é espancamento, eu sei disso porque era saco de pancada no primeiro ano da escola).
    Eu concordo Maddie totalmente na parte da vingança. Eu odeio o Jake tanto quanto odeio, sei lá, os nazistas [em especial Hitler, espero que nesse momento ele esteja ardendo no fogo do inferno de gelo (fogo do inferno de gelo, eu não sei da onde tirei isso, mas okay '-') e que sua alma seja comida por cães infernais lentamente e dolorosamente] por terem desencadeado uma guerra que fez Rudy morrer.
    Mas agora com à opinião certa sobre a historia, eu amei demais esse nome do bloco, "Crônicas de Sangue", ele é tipo, perfeito demais. E também curti à historia, acredito que se você juntar todas as historias da Naty e tirando à parte que envolva MH (porque ninguém quer pagar à Mattel) daria um livro ótimo, que eu com certeza leria (comprar já é outra historia, porque eu sou pobre).

    PS: NÃO ESNOBA QUE TU FOI (não, esnoba sim, porque eu faria à mesma coisa).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. PQP Jhé, eu já disse umas 50 milhões de vezes em fics isso :V como você acha que irmãs da mesma idade não seriam gêmeas mds?
      "- Deixe-me ligar as peças... você estava gritando o nome de Jake enquanto dormia, na posição que as pessoas fazem para se protegerem de violência s... – Ela não chegou a completar a frase." violência s... foi o meu jeito de censurar a palavra sexual (ou seja, estupro) E---E
      A vingança começa no próximo capítulo :V
      Dani e tu vão fazer abaixo assinado sobre isso de eu fazer um livro :V
      "Crônicas de Sangue" foi o título que eu fiz e mais gostei. Pode ser usado tanto como sangue no sentido de família quanto sangue no sentido de vampiro, e as fics abordam isso bastante.
      Coidipobri.
      #MorreJake

      PS: FUI DE CAMAROTE KRIDA U-U

      Excluir
    2. Eu acho que devo ter me distraído ou coisa do tipo, eu talvez eu sabia e tinha me esquecido, ou qualquer outra coisa. Sei lá, tem gente que dá à luz no mesmo ano uai ç-ç

      Excluir
  6. Caramba, eu tinha escrito um cometário bonitinho e agora vi que num foi.
    Ai eu vou na page do blogger e vejo "The Coronation"e começo a pular de alegria \o/
    Ai eu clico e vejo a postagem, no começo a pessoa esfrengando na minha cara que ela foi no Neon Lights Tour e eu não...ai me dá uma vontade de virar a ninfomaníaca-assasina-puta-vadia-diwa da Skye, e puxar seus pésinhos :v
    Eu pensei muitas coisas bobagentas na parte: "- Deixe-me ligar as peças... você estava gritando o nome de Jake enquanto dormia, na posição que as pessoas fazem para se protegerem de violência s..."
    Kissuuss
    P.S: #MORREJAKE

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. \O/
      Seria uma pena se eu chutasse os peitos da Skye e ela caísse, e quicasse, porque ela é 90% peito, e os peitos dela são puro silicone, e silicone quica :V
      Era pra pensar mesmo :y
      Beijus '3'
      #MORREJAKE

      Excluir

Evite discussões, não queremos brigas nos comentários;
Críticas positivas serão muito bem-vindas!
Pedidos para ser postador serão ignorados ou excluídos;
E agradecemos pelo seu comentário!


Layout: Bia Rodrigues | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©